• Quem usa os serviços de computação em nuvem e por quê?

      Entidades governamentais e empresariais usam os serviços de computação em nuvem para abordar uma série de necessidades de infraestrutura e aplicativos, como CRM, banco de dados, computação e armazenamento de dados. Ao contrário do ambiente de TI tradicional, no qual software e hardware são custeados antecipadamente pelo departamento e implementados no decorrer de alguns meses, os serviços de computação em nuvem fornecem recursos de TI em minutos ou horas e alinham os custos com a utilização real. Consequentemente, as organizações têm maior agilidade e podem gerenciar as despesas com mais eficiência. De maneira semelhante, os consumidores usam serviços de computação em nuvem para simplificar o uso, o armazenamento, o compartilhamento e a proteção de conteúdo de aplicativos, além de permitir acesso por qualquer dispositivo conectado à Web.

      Como funcionam os serviços de computação em nuvem

      Os serviços de computação em nuvem têm vários atributos comuns:

      • Virtualização - a computação em nuvem faz amplo uso da virtualização de servidores e armazenamento para alocar e realocar recursos rapidamente
      • Multi-tenancy - os recursos são agrupados e compartilhados entre vários usuários para obter economia de escala
      • Acesso à rede - os recursos são acessados por meio de um navegador da Web ou thin client, usando uma variedade de dispositivos em rede (computador, tablet, smartphone)
      • Sob demanda - os recursos são autoprovisionados a partir de um catálogo on-line de configurações predefinidas
      • Elástico - os recursos podem dimensionar vertical ou horizontalmente, de modo automático
      • Medição/chargeback - o uso dos recursos é monitorado e cobrado de acordo com o contrato de serviço

      Entre os muitos tipos de serviços de computação em nuvem fornecidos internamente ou por provedores de serviços terceirizados, os mais comuns são:

      • SaaS (Software as a Service, software como serviço) – o software é executado em computadores pertencentes e gerenciados pelo provedor de SaaS, em vez de ser instalado e gerenciado nos computadores do usuário. O acesso ao software é feito pela Internet pública e, em geral, é oferecido com assinatura mensal ou anual.
      • IaaS (Infrasctruture as a Service, infraestrutura como serviço) – computação, armazenamento, rede e outros elementos (segurança, ferramentas) são fornecidos pelo provedor de IaaS via Internet pública, VPN ou conexões de rede dedicada. Os usuários são proprietários e administradores dos sistemas operacionais, aplicativos e informações executados na infraestrutura e pagam conforme o uso.
      • PaaS (Platform as a Service, plataforma como serviço) – todos os produtos de software e hardware necessários para construir e operar aplicativos baseados em nuvem são fornecidos pelo provedor de PaaS via Internet pública, VPN ou conexões de rede dedicada. Os usuários pagam conforme o uso da plataforma e controlam como os aplicativos são utilizados no decorrer do seu ciclo de vida.

      Benefícios dos serviços de computação em nuvem

      Os serviços de computação em nuvem oferecem diversos benefícios, inclusive:

      • Implementação e tempo de implantação mais rápidos
      • Acesso aos aplicativos e ao conteúdo em qualquer lugar
      • Redimensionamento rápido para atender à demanda
      • Maior utilização de investimentos em infraestrutura
      • Menores custos de infraestrutura, energia e instalação
      • Maior produtividade da equipe de TI e da organização
      • Melhor segurança e proteção dos ativos de informação